terça-feira, 29 de julho de 2008

FIAT 126. Quem é que o salva?

Foi á uns dias que descobri esra Fiat 126 que vos vou mostrar. Apesar de não ser a minha "onda", custa-me sempre ver estas situações de morte eminente, ainda por cima com tanta coisa gira para salvar...Está na estrada nacional 109, em Vagos, mesmo perto da saida da A17 (Mira), e pelo jeito, já lá está a algum tempo.
A ferrugem já "entrou" demais, mas tem muita coisa que merece ser resgatada á sucata...
Quem anda nestas coisas, sabe que estas "MILE MIGLIA" não aparecem todos os dias...
...assim como estes promenores. O motor está fechado á chave, mas o volante "MOMO" de três raios, a pelicula nos vidros, e o aspecto "racing" em geral, dão a entender que este carro foi em tempo estimado e melhorado por alguem, e agora jaz assim, inerte, á beira de uma estrada, até que algum sucateiro o carregue...
Durante a minha pesquisa descobri que o carro foi entregue á oficina em frente para arranjar qualquer coisa que nunca chegou a ser vista, mas o dono, que mora a umas centenas de metros, tambem nunca mais se deu ao trabalho de o levar para casa. Já lá vão mais de dois anos.
Será que há por ai alguem que se interesse por ele? Está em Vagos, na E.N. 109...
RT

O verão, os Minis e as mudanças intermináveis...

Olá, bom dia. Hoje reparei que já não fazia um post quase á um mês, e se antigamente era por falta de tempo, bem..., hoje é mesmo por distração. Como sabem, neste momento moro ao pé de Pedrogão Grande, e tambem da Barragem do Cabril e da Barragem da Bouçã, e descobri que é muito dificil de resistir ao apelo daquelas águas limpidas e frescas, que me têm desviado a atenção dos meus Minis. As jantes, os motores e o restauros, competem agora com a pesca desportiva, com as Carpas, com os Achigãs, e claro está, com os pratos de caracóis dos cafés aqui da zona. É verão, o tempo está espectacular, e seria uma pena desperdiçar isto tudo...Acho que os Minis vão esperar um bocado.

Contudo as mudanças continuam, e cada vez que vou á Venda do Pinheiro trago mais uma "dose" de material. O Clio e o atrelado nunca devem ter imaginado que um dia iriam acartar tanta tralha... Esta foi a primeira vez que trouxe jantes......, esta foi a segunda......e esta foi a terceira! São de facto muitas, mas ainda há lá mais. Há quem coleccione selos, mas eu gosto mais de jantes, especialmente de Minis...Desde puto que sonhava com isto: Reboques cheios de rodas para mim...( granda pancada! eu sei...)Parte do espólio.E os recém-chegados. Qualquer dia conto-as...E cá esta. Mais um bocadinho de mim que veio para "cima". Agora faltam mais umas carradas de motores, vidros, pára-choques, charriots, caixas de material, etc., etc...
É..., não está fácil de conciliar os carritos com a vida no campo, mas o descanso tambem faz falta. Em breve vamos ter mais Moke News...
RT









domingo, 6 de julho de 2008

Moke - O primeiro começo...

Finalmente, e pelos motivos que já falei antes, dei inicio á recuperação do meu Moke. Infelizmente, como em muitas outras coisas neste pais, terei que adaptar o carro ás exigências legais que determinam as nossas IPO´s, porque a ideia era fazer um carro diferente e ao meu gosto, mas para já vai ficar mais ou menos normal. Por não ter os documentos válidos, não sei (e acho que nem quero saber...) se é possivel mudar a cor no livrete, por isso vai ficar de preto, mas quando vier da IPO (tipo B) vai ser desmontado e pintado de laranja como eu quero! São as nossas "leis maravilha"...A ideia original era fazer um trabalho bem feito, desmontar tudo e começar do principio, mas não vai ser possivel. Tem que ficar pronto antes de Novembro, pois todos os mail´s que enviei á DGV e ao IMTT a pedir uma excepção para estes carros de colecção, ainda não tiveram resposta de ninguem, e antes que mo tirem de vez, vou pô-lo a andar...Lavado e pronto para pintar por baixo...Assim vou fazendo uma espécie de "curso" na montagem do carro. Quando o desmontar pela segunda vez, deve ser mais fácil...O motor 1000 A+ e o depósito de gasolina. O motor é o original, mas não para sempre...E pronto. Segunda já vai para as mãos do pintor...Moke: O pequeno grande jipe.

RT

O "day after" do adeus...

Após os ultimos acontecimentos, esperei uns dias até decidir o que fazer com os carros cá de casa, porque as hipóteses eram várias e incluiam de tudo, mesmo de tudo. O remédio foi dormir sem pensar nisso, mas o principal factor de decisão veio sob a forma dos comentários e mail´s que me chegaram por causa disto. Desde amigos, familia e leitores, todos quiseram expressar a sua opinião e deixar uma palavra de incentivo. Bem..., a verdade é que ajudaram (e muito...), e o resultado está á vista. Em vez de lhes fazer a vontade, vou fazer a MINHA vontade, e continuar com os meus carritos. No entanto vou fazê-lo de uma forma ainda mais intensa, mais decidida e eficaz. Falta o dinheiro, não tenho instalações de jeito, mas ganhei uma vontade infinita de levar os meus projectos até ao fim, e vou começar já com o mais dificil de todos: o Moke !!! No entanto, aproveitei estes dias de intervalo para "arrumar" uns assuntos pendentes, tal como o Metro preto que já estava a dar um bocado de mau aspecto cá ao sitio...
Não é a maneira mais normal de aproveitar um Sábado, mas para mim é tão bom ou melhor do que passá-lo num qualquer "shopping"...
O Sábado marcou tambem o inicío oficial de uma nova aventura. O Alexandre estreou-se nestas andanças, e começou logo a "fundo"...Depois de tantos dias de "jejum", este desgraçado serviu tambem para descarregar algum do "stress" acomulado entretanto. Construido em 89 ou 90, este 1000 cc. já não compensava o investimento na pintura, e apesar de não ter um podre, a sentença foi-lhe lida... Um HIF 38, uma caixa, uns discos ventilados e material suplente para o outro Metro cá da casa ajudaram á decisão, mas até tive uma certa pena de o fazer. O espaço tambem fazia falta e assim não tenho mais em que pensar sem ser no Moke...Começou a "matança"......e já não há regresso...O "golpe" final...Em vez de aproveitar para ir á pesca, fiquei a perder tempo com isto...Esqueci-me de tirar a gasolina, pelo que o aroma a flores aditivadas 95 era intenso...(É tudo gente doida...)Até o escape saiu...Parece um acidente grave. Quando comprámos esta casa, já se faziam adivinhar este tipo de cenas. Os vizinhos parecem algo espantados com isto. Porque será??? Vocês nunca capotaram um carro dentro do quital???E no final restava isto: Um bom, outro nem por isso...
Ficou a aguardar o "cangalheiro" para ser transformado em latas de atum. É bom estar de volta e é bom fazê-lo assim desta forma: de animo reforçado e com vontade. O Alex foi uma ajuda preciosa durante todo o dia e adivinha-se mais um entusiasta ferrenho, apesar dos seus verdes 11 anos. Mas creio que todos nós gostávamos de ter começado com a idade dele...
Aqui me querem, aqui me têm...
Obrigado a todos pelas vossas palavras.
Rui Tiago