terça-feira, 30 de junho de 2009

Sondagem C.C.G.

Foi já á alguns dias que acabou o prazo para a votação do clássico que gostávamos de ter na garagem. Claro que fiquei contente por ver que o Mini ficou em primeiro ( e eu só votei uma vez... a sério que sim...),...mas mais do que isso, gostei mesmo muito de ver e ter a noção de que há por ai muita gente que perde um bocadito a ver e a ler estes desvaneios e desabafos que publico aqui. É um dos principais factores que me leva a manter o blog em funcionamento, o poder partilhar o prazer dos clássicos...
Agora vou pensar numa outra sondagem, mas claro que relaccionada com os "velhinhos"...
Obrigado a todos.
RT

Cooper S - A fase ascendente...

Bom dia.
Apesar de tarde e a más horas, as peças para o Cooper lá vieram, e chegaram mesmo na hora H...
Todo desmontado e a caminho das pinturas finais, o Mini aguardava já com pouca paciência a vinda das peças que estavam em falta para dar inicio á montagem da máquina...
Muita terra e massa consistente também faziam parte do material, e foram necessárias bastantes horas até começar a ver o "fundo ao tacho"...
É a piada de ter carros com 40 anos...O detalhe e o rigor são parte muito importante deste projecto, e apesar do relógio já estar muito adiantado, não vou deixar nada ao acaso, sem no entanto esquecer que a pressa é inimiga da perfeição...Vai ser um verdadeiro desafio...Não há espaço para dúvidas ou hesitações, tudo tem que ficar perfeito. Por exemplo, apesar de travar qualquer coisa, estas pinças estavam prestes a ceder, e depois de tanto esforço e trabalho, seria complicado ter que admitir que falhámos. Vedantes, pistons e tudo o que for preciso para deixar este Mini tão bom como os melhores..., a todos os niveis!Para quem me conhece, sabe que, para mim, isto é melhor do que queijo com marmelada. Charriots cheios de m...assa velha, rótulas com mais folgas do que sei lá o quê, parafusos moidos e montes de peças para desmontar, limpar, pintar e montar como se fossem um relógio Suisso...Que vicío, que gosto, que maluqueira!!! Só é pena ter tão pouco tempo por dia para isto, mas compensa... Assim de repente e só á primeira passagem, aquele monte de m...atéria tinha mais de dois quilos de peso. Quando vieram da metalização, os charriots pesavam metade...Nada vai ser esquecido, mas até no caos é precisa uma certa ordem! Primeiro o que requer mais limpeza, porque carretos de caixa e semelhantes não se dão bem no meio disto...Um ultimo olhar sobre a exposição de material (a bancada não permitiu expôr tudo de uma vez...) para confirmar que está cá tudo e começa finalmente, a fase ascendente......em que o Mini começa a pouco e pouco a ganhar forma novamente...... para voltar á estrada.
Como habitualmente, o tempo e a disponibilidade nem sempre permitem manter o blog e os post's actualizados, e na altura das lavagens das peças, em que as mãos pareciam que tinham umas luvas até aos cotovelos, foi de facto complicado tirar fotos, ainda para mais tendo que repartir a máquina fotográfica com a mãe babada cá de casa, que já deve ter mais de um milhão de fotos do futuro minista da C.C.G....
Mesmo assim vou tentar registar todas as diferentes fases e trabalhos o melhor possivel, até porque no final dá gosto rever o que tanto custou a atingir.
Até breve...

RT

sexta-feira, 12 de junho de 2009

Dutton 1.3 crossflow. No minimo curioso...

Vejam só o que apareceu por aqui esta tarde...Este "Dutton" 1.3 é um carro inglês, com carroceria em fibra, assente numa base Ford escort. A mecânica é do Escort 1300 GT HC e calcula-se que este carro terá sido montado no inicio dos anos 70...
Mecânica simples, fiável e com muito potencial. Um "Pinto" devia fazer maravilhas ali dentro...De aspecto básico e simples, este carro é o exemplo perfeito do desportivo inglês. Pequeno, descapotável e pintado de "British Racing Green". Querem melhor???Tal como no exterior, o condutor tem muito pouco com que se distrair. O mais importante é mesmo o volante e a alavanca das velocidades, porque o objectivo é "voar baixinho"...
Da mesma altura do Mini, com peso semelhante e perto de 70 cavalos ás rodas de trás, o Dutton não deve ser carro para qualquer um, mas que deve ser giro, lá isso deve...
Mais uma curiosidade que aparece assim do "nada". E nós até gostamos...

RT

10 de Junho - Figueiró dos Vinhos. Dia de clássicos.

O dia 10 de Junho é o dia de Portugal e de Camões, mas em Figueiró dos Vinhos, também é o dia dos clássicos. Apesar de estar tão perto, não foi possivel participar, mas acabei por dar lá um saltinho, e valeu a pena, apesar de não conseguir mostrar tudo quanto queria...Logo a começar... O meu pai teve um igualzinho, até na cor...São sempre tão giros de ver......mas os "nipos" também já começam a ser muitos......mas não só..., Volvo......Fiat. Achei este carro um espanto. Além de bonito, este Fiat está espectacular com aquelas jantes. Se o James Bond tivesse um carro italiano, era este......com estas jantes......mas havia mais. Ford Anglia......BMW......Celica ST. Muito bonito com aquelas MINILIGHT..., mas também estavam lá os "Old boys"......tal como este Jaguar XK. Belo sem duvida, mas......não só. As "Traction" rondavam por ali......a par com os Datsun 1200, ou B110 se preferirem......e esta novidade. Até que enfim!!! Já era tempo de alguém reparar neste tipo de carros, que de tão vistos, passaram a tão raros. Ford Transit e coisas semelhantes também são clássicos......tão giros e interessantes como este A112. O Autobianchi tem um lugar muito especial cá em casa, porque apesar de já não existir, foi o primeiro carro da Paula. Ficou conhecido na história cá de casa como sendo um "foguete" que só parava nos muros......Opel......e se não fossem os espelhos e a matricula, diria que era o do Hélder. Saudades......apenas atenuadas com visões destas.E esta???O Sr. Rafael, o Sr. Pimentel e uma "traction", tudo na mesma foto, também já devia ser considerado um"clássico"... Aposto que nem deram conta que foram "apanhados" na lente...
"Ó meus senhores: Vejam lá mas é se compram uns Minis e deixem-se lá de aventura nessas "reliquias" que já têm idade para ter juizo!!! Essa agora! Quase uma semana de viagem de Lisboa até Figueiró só para aparecer a conduzir uns "Citrons" com mais de 50 anos...Devia de haver cura para isso, mas deve ser dificil...,enfim..., não se pode ter tudo!!!"
Claro que estou a brincar, mas não devo deixar de evidenciar a determinação e coragem de pessoas como eles, que, contra tudo e todos, ateimam em manter vivo o "espirito", seja lá ele qual for...
É mesmo assim, querer é poder.E para concluir, uma palavra acerca destas "belezas". A "quátrele" (4L...) é um dos poucos clássicos "ainda no activo" que conheço. Eu explico: apesar de já haver quem as restaure, ainda é possivel vê-las a trabalhar no duro, como se não houvesse nada mais moderno para as substituir. Nesta zona ainda se vê gente que as usa diariamente, e até algumas empresas que as mantêm como carro de frota. É giro, mas ao mesmo tempo um pouco estranho. Como é que as classificamos? É um carro de trabalho clássico, ou um carro clássico de trabalho??? Sinceramente não sei, mas também não me interessa. O que realmente importa, é que, á semelhança do que acontece com outros modelos, sejam apreciadas e usadas com carinho e estima, porque a unica diferença entre um clássico e um carro velho é mesmo essa: o carinho que temos por "eles"...
Mais uma vez, parabéns ao Clube Automóvel "Clássicos de Figueiró" (http://classicosfigueiro.com.sapo.pt/) pelo esforço e determinação em manter este evento no calendário.
No meio de tantos outros, este é sem duvida mais um bom motivo para visitar Figueiró dos Vinhos...
RT