segunda-feira, 21 de março de 2011

Automobilia da Moita 2011 - A fénix renascida...

Bom dia.
Após um jejum de uns 3 ou 4 anos sem sequer marcar presença, este ano consegui participar novamente na Automobilia da Moita, e decidi fazê-lo de uma forma mais séria do que alguma vez consegui no passado. A preparação para o evento começou ainda na Quinta-feira em Pedrogão Grande, ainda que o mesmo só abrisse ao publico no Sábado de manhã na Moita...
O primeiro passo é escolher o material a levar, e desta vez optei somente por jantes, que é só carregar em vez de ter que empacotar caixas e caixas de material. Facilita bastante quando se toma a decisão á ultima da hora...
Levei o que queria e o que não queria...
...tentando assim ter de tudo um pouco...
...embora Jantes de Mini ou "especiais para mim" ficassem todas em terra. Mas mesmo de forma simples...
...tento sempre fazer tudo bem feito. Algumas jantes estavam empenadas ou riscadas, mas lavei-as todas...
...sem excepção. E já com uma tremenda dor nas costas...
...a "carrada" lá ficou pronta. Cerca de 100 jantes para levar para "baixo"...
...e depois de 300 e tal km's e algumas horas de condução, ei-las chegadas ao destino...
..que prometia bastante animação para o fim de semana!!! Com as horas a passarem rapidamente...
...o stand lá começou a ganhar forma...
...e a ficar quase sem espaço para nos mexermos. Um ultimo olhar para verificar se estava tudo bem...
...e aproveitar para marcar tudo em condições. Com o cansaço já a "puxar", umas poucas horas de cama seriam o suficiente para o dia seguinte...
...que começava com mil e uma cores e cheiros pelo ar. É sempre difícil descrever com rigor o que se vive numa experiência destas, mas é algo parecido a andar numa montanha russa. São demasiadas coisas para ver e apreciar ao mesmo tempo, e algumas têm mesmo que ser fotografadas, ou corriamos o risco de nunca mais as conseguirmos descrever. Ora vejam...
Um engenho de coluna manual com roda de balanço...
...uma Vilar ou Orbita tão comum outrora e agora só nestes meios...
...,centos e centos de peças, pecinhas e coisas giras por todo o lado...
..., algumas raridades bastantes interessantes...
...e até algumas exclusivas. Brinquedos "hand made"...
...e brinquedos nostálgicos. Quem é que nunca teve...
...um destes? Eu tive alguns, mas o que não tive de certeza foi um...
...destes. Um VW dos mais bonitos que já vi até hoje. Pode estar simples ou outra coisa qualquer, mas se eu tivesse um, seria assim de certeza!
Com o tempo dividido entre o stand e as fotos, lá fui "agarrando" algumas imagens dignas de nota...
...e até algumas verdades incontornáveis. Concordo plenamente com o que li neste "fusca"...
...e faço questão que saibam quem o disse. Não é concorrência, é união! Segue a marcha...
...e o desfile de máquinas...
...do mais ousado...
...ao mais genuíno...
...sem esquecer o charme. O resto do dia foi no stand...
...e já passava bem das 22 horas quando tivemos direito a um pouco de descanso...
Round 2: O Domingo foi a continuação do dia anterior, mas...
...creio que o encontro mensal de clássicos contribuiu para aumentar o numero de visitas. Não sei os números, mas que estava bastante gente não havia dúvida nenhuma...
...pois não? E se lá dentro estava ao rubro...
...cá fora estava em brasa. Não consegui as fotos mais expressivas por estar tão ocupado no stand, mas deu para ter uma ideia...
...do que foi um Domingo a sério. Montes de pessoas, automóveis...
...e coisas tão giras que custa a crer. Um Moke dos primeiros...
...e uns preços do outro mundo! É verdade, esta cabeça Mini 1000 estava a ser dada a quem a levasse, e estava em bom estado. O verdadeiro aficionado é este género de pessoa, que prefere dar a quem queira , do que mandar para a sucata quando já não precisa... Antes seja aproveitado de borla do que vendido ao kg...
Isto, meus senhores..., é o que se chama ser Nobre! Raro hoje em dia...
Uma ultima voltinha pelo recinto tão regiamente decorado...
...e o adeus á edição de 2011 da Automobilia da Moita.
Em tempos de crise é bom ver que o veiculo, brinquedo ou artigo clássico continua a ser uma fonte inesgotável de riqueza, pois foram muitos os abraços, sorrisos e reencontros que experimentei este fim de semana, e se é verdade que os euros fazem falta, é mais verdade ainda que as amizades não se compram, ganham-se, e sobre este ponto de vista, ganhei uma fortuna incalculável nestes dois dias...
Muito bom! Já estou á espera da próxima.

Parabéns também ao HACETS ( http://automobilia.hacets.pt/index.htm ) pela excelente organização e louvável esforço com que se tem dedicado a este evento, conseguindo desta forma, a admirável proeza de fazer cada vez mais e melhor, ano após ano. Muito obrigado!

Abraço.

RT

sábado, 12 de março de 2011

Motor Mini 1275 cc.

Bom dia.
Hoje continuámos com o motor do Fernando, e enquanto a limpeza das peças continuava em força, decidi preparar a tampa da distribuição para os requisitos finais. A tampa do 1300 GT (ADO16) serve no Mini, mas tem dois apoios que não são necessários, por isso podem sair, e desta forma contribuir para uma melhor imagem do conjunto depois de montado no lugar.
Retira-se o metal em excesso...
...e sobra isto. Claro que o motor também fica diferente...
...e mais discreto. Estes apoios não têm lugar no Mini, mas a caixa...
...tem e muito! Uma 22G1128 do 1000 foi a caixa escolhida para a montagem, faltava apenas "desencascar" toda aquela camada de sujidade do cárter...
...que habilmente se enfiou em todo o lado. Para substituir os retentores...
...retiramos as falanges com o tal saca "home-made", e seguimos para outra parte do conjunto. A cabeça 12G940 de 11 pernos estava pronta para o passo seguinte...
...que era a desmontagem das válvulas, molas e vedantes...
...seguida da limpeza de juntas...
...para a descarbonização final. Ficou perfeita...
...tal como o bloco. Restavam ainda muitas peças para preparar, pelo que não demorou a começar outra etapa do trabalhos. As tampas, cárteres e acessórios tinham que ser limpos...
...fosse como fosse! Escova de aço novamente, e...
...começa a parecer algo! Enquanto a vida seguia "lá fora"...
...as coisas cá dentro também estavam em marcha. As válvulas limpas...
...e a cabeça pronta para a pintura davam o mote para o que viria a seguir...
..., os carburadores. Estes "Twin SU 1 1/4" foram os escolhidos para a montagem, mas antes de mais nada precisam de uma limpeza/reparação séria e cuidada, que começa com um bom...
...mergulho em petróleo para amolecer toda a sujidade. Com viagem a Lisboa este FDS, só voltarei ao trabalho lá para Quarta ou Quinta, mas...
...pelo menos algo está melhor. O motor 1275 cc. já está na fase "ascendente" do restauro. Agora é só uma questão de tempo, que desta vez existe...
Um abraço.
RT