quarta-feira, 21 de julho de 2010

Mini 1000 - A caixa de direcção.

Bom dia. Nas poucas horas que tinha disponíveis hoje de manhã, ainda consegui tirar a caixa de direcção do Mini do Rui. Comecei logo por ver um erro perigoso, embora muito comum...
O parafuso que aperta a coluna de direcção á caixa. Este parafuso faz mais do que apertar, serve também para evitar que a coluna saia do lugar caso esteja desapertada. Por esse motivo, o parafuso usado deve ser sempre o indicado e não um qualquer como era o caso. Vejam o que aconteceu assim que puxei a coluna para cima...
...saiu á primeira. Apesar de parte do parafuso estar á vista, por ser demasiado fino, acaba por não ser eficaz na questão de segurar a coluna no sitio. Foi só desapertar e puxar. Conheço dois casos em que isto aconteceu em andamento, felizmente sem consequências graves em ambos, pois a velocidade era pouca. Mas mais vale prevenir...
...e usar o tipo de parafuso correcto. Pode parecer pouca diferença, mas é mesmo diferente...
...porque o foto não mostra a folga de um parafuso milimétrico dentro daquele furo...
...e cá está o que falo. A coluna pode estar solta, mas o parafuso fica enfiado num corte do veio estriado, pelo que não sai facilmente. Desaperta-se as fixações da caixa dentro do carro...
......tal como os apoios traseiros e superiores do charriot...
...para isto! Poucos centimetros bastam para deixar passar a caixa...
...que já tem espaço mais do que suficiente...
...para o veio. Já vi cortar o piso do carro só para evitar este trabalho, mas para quê? Além de correcto, até é mais fácil desta forma...
Ei-la. A caixa de direcção do Mini.
Detalhe curioso de criatividade e esforço. Faço ideia o que isto não terá custado fazer com a caixa no sitio...
E aqui está o tal. Este é o casquilho que originou tudo isto. este casquilho suporta a régua da caixa no lado do passageiro, e como estava gasto e partido, cada vez que o carro passava num buraco ou empedrado, parecia que estavam a martelar aos pés do "pendura". Não vou usar este tipo de casquilho porque acho que é bastante fraco. Gosto de deixar as coisas feitas para o resto da vida. Depois mostro.

RT

terça-feira, 20 de julho de 2010

Dia do Mini...

Bom dia.
O meu dia hoje foi um espectáculo. É verdade. Se há dias que correm bem, este foi um deles, porque tirando um Mercedes que apareceu aqui de manhã quase a "morrer", o resto do dia foi todo passado á roda dos Minis, e começou logo pelo melhor de todos, o meu Clubman azul!!! É claro que os Minis são todos fantásticos, mas vocês sabem o que este significa para mim, daí ser o melhor de todos...
Quase um ano parado naquele sitio, mas hoje decidi que estava na hora de o deixar ver o sol, e a garagem até precisava de uma boa limpeza, porque este inverno foi demais...
...mas confesso que apanhei um choque quando abri o capôt. O meu Clubman já parecia um dos Minis que eu costumava encontrar abandonados em Lisboa, quando ainda os havia aos montes por todo o lado. O pó, as teias de aranha e a ferrugem deram um ar de total abandono ao carro, e por um instante pareceu-me estar a ver aquele carro pela primeira vez e até me apeteceu comprá-lo, mas logo a seguir lembrei-me que já é meu, e foi nessa altura que me apercebi novamente que o tempo passa-nos pelo meios dos dedos como areia fina, e quanto mais o queremos segurar, mais o deixamos fugir...
Não hesitei. Trouxe-o á rua, lavei o pó e mais uma foto para a posterioridade. Podem passar muitos Minis por esta casa, mas o meu Clubman azul ainda é, e sempre será, o chefe do clã...Em virtude de não o poder conduzir de momento, dedico-lhe estas linhas, mas quero que todos saibam que as escrevo ao som de Bee Gees, do seu famoso "stayin' alive e "Night Fever", que tantas e tantas vezes ouvi enquanto o conduzia. Mini Clubman Azul (castanho na altura...), Bee Gees, jantes especiais, escape ao meio e um casaco de cabedal, e aí estava ele, puto com 18 anos, com a mania que era dono do mundo...
Aiiiii..., ó tempo volta para trás...
Bem, enxugam-se as lágrimas e voltamos ao trabalho...
Um recém chegado Mini 1000 esperava ansiosamente por uma consulta, e não era caso para menos, porque umas centenas de quilómetros longe de casa merecem algum respeito...
...porque vir de Olhão (Algarve...) para a Marinha (Pedrógão Grande) há-de querer dizer algo!
Acreditem meus amigos. Este bonito Mini 1000 viajou 450 quilómetros para estar aqui. A caixa de velocidades cedeu aos anos, mas o gosto e vontade do seu dono trouxeram-no até mim, que apenas espero estar á altura do desafio e corresponder de forma digna á grande honra que é para mim tê-lo na minha oficina, tão longe de casa e das belas estradas Algarvias...
Novidades em breve. Mas por falar em novidades...
...vejam só! O meu 1000 com umas jantes novas! É verdade, mais umas..., mas não umas quaisquer...
...são uma "Personal" que equiparam o 850 do meu pai nestes últimos tempos, e que só por isso já são verdadeiramente "especiais". Obrigado pai!!! Não estão no meu Clubman azul, mas estão no primeiro Mini do Miguel, e vocês sabem o que isso significa para mim...
"E siga para Morlena, que quem paga é o Serrazina"...
Mini 1000 azul, travões, calços, bombitos, polies...Vamos lá ver o que é que isto significa...
O 1000 do Rui está na montagem dos travões. Não é um restauro, pelo que nem tudo está brilhante e reluzente, mas ainda assim há pormenores ter em conta. Afinadores gripados. Quem é que nunca os apanhou? E pior que isso...
...com os "quadrados" arrasados? É nesta altura que se vê tudo isso e corrigem os defeitos. Neste caso foi só meter massa de cobre...
...para nunca mais ter chatices com nenhuma das coisas referidas. Se o afinador estiver leve, dificilmente se estragam os "quadrados", e a massa de cobre é o melhor possível para o assunto, não derrete, não seca e não escorre. Perfeita.
Também tive que emendar uma "desatenção" antiga. Os calços traseiros são mais estreitos que os dianteiros, e se olharmos para a superficie dos calços usados da foto percebemos porquê. Os calços mais largos batem no prato de encosto e ficam oblíquos em relação ás polies, travando com uma pequena parte do ferodo. Não é bom, não funciona correctamente e não é o meu género. Calços novos e problema resolvido...
...ou não. Quando chegou a hora de afinar dei com isto. As polies foram rectificadas 1275 vezes e estão gastas, aliás, mais do que gastas. O afinadores já não conseguem bloqueá-las sequer. Além de ser perigoso usar polies demasiado finas...
Com essa questão ultrapassada, havia que substituir os tubos flexíveis. "Sapatos novos com meias velhas" não servem. É preciso substituir os quatro...
...mas aproveitar também para melhorar o sistema de travagem do Mini. Os tubos de malha de aço são menos expansíveis, mantendo o pedal de travão mais firme, e não se degradam tanto como os de borracha...
No final do dia tinha uma verdadeira oficina de Minis montada. Oficina não é o termo correcto, porque na realidade é um telheiro bem velho, mas na falta de melhor, terá que servir...
Classic Car Garage, mais do que carros, são Minis, são histórias, são amigos...É vida!

Rui Tiago, o homem mais feliz do mundo!!!

quarta-feira, 14 de julho de 2010

Metro 1000 - Rest in peace...

Boa tarde. Sem muitas palavras, quero mostrar-vos o triste fim de mais um Mini Metro. Tenho quase a certeza que brevemente serão procurados, e tal como eu, muita gente se vai arrepender de ter destruído tantos, mas como em Portugal é inviável recuperar ou manter qualquer tipo de automóvel com mais de quinze anos sem ter que pagar por ele como se fosse novo, o destino da maioria é só um..., a sucata. E cá está. Mais um que desaparece...
Trabalhava muito bem, apesar de estar parado há mais de um ano...
O tão apreciado motor A+...
E como acredito em milagres...
...os charriots ficaram por cá. Pode ser que um dia sirvam para ajudar alguém...
E kaput! Mais um para derreter. Claro que entretanto já está outro na calha para o mesmo serviço, mas só avança para a semana...
RT

terça-feira, 13 de julho de 2010

Agosto 2010- A festa de Verão...

Bom dia a todos. Deixo-vos aqui o cartaz das actividades do próximo mês de Agosto, organizadas pela "Petisqueira".
Como podem ver, todos os Domingos haverá algo que merece muito a pena participar, e com o Verão que se aproxima em todo seu esplendor, de certeza que será um Agosto inesquecível.
Clássicos, Rallye paper, Motos, Sardinhada, Jogos, karaoke e muito mais prometem dias de diversão e animação como só aqui acontecem, na Graça, Pedrógão Grande...
Apareçam e disfrutem de um dia (ou dias...) bem passado. É Verão, é alegria, é festa...
Inscrições para o dia 8 (rallye paper) -Qualquer viatura admitida- Clássico e não clássico.
-classiccargarage@gmail.com
-967869857
-964495681
Preço da inscrição para o rallye: 5€ por pessoa.

RT

segunda-feira, 5 de julho de 2010

O "BM", o meu grande amigo...

Boa noite.
O meu adorável "BM" fez no passado dia 03 de Julho 37 anos....
Foi castanho na cor, foi o meu primeiro carro, foi o meu grande companheiro em inúmeras histórias, enfim..., foi, e é, o meu Mini mais adorado.
Está desprezado, abandonado e talvez até injustiçado, mas de certeza que não está esquecido. Apenas é só, tal como eu, aguarda por dias melhores....
Parabéns meu pequeno grande MINI...
RT

domingo, 4 de julho de 2010

Esforço, devoção, dedicação e glória, eis o Mini!!!

Boa noite.
Quem conhece o titulo deste post doutras paragens sabe o que ele significa. Significa todas as palavras que lá estão presentes, mas mais do que isso, significa amor á camisola, significa correr por gosto, significa gostar tanto que até a alma nos doí..., significa orgulho!!!
O Domingo é dia de descanso para a maioria das pessoas, mas para nós, o Domingo também é dia prazer. Sim prazer, porque lavar, esfregar, raspar, pintar e sorrir, não é trabalho, é orgulho!
O óleo corre-nos nas veias e a ferrugem é o nosso tesouro , mas as limalhas não nos magoam, fazem-nos viver...
Aprender..., tentar..., falhar..., tentar de novo e conseguir.
É a escola da vida que nos ensina tudo o que mais gostamos.
É crescer com a ideia de futuro, com o pensamento num dia distante, em que nada na vida nos assusta, e depois sermos assim..., adultos..., sós..., a olhar para trás e perceber que já lá estamos...
É amar cada bocado,
é sentir todos os minutos como se fossem o ultimo,
é sorrir com a dor,
é chorar com a alegria...,
é olhar o mundo sem nos sentirmos pequenos...
É ser poeta e no engenho ter a arte...
é ser cantor e ter a voz...
é ser reconhecido por toda a parte...
é haver no mundo quem goste de nós...
É ensinar a quem nos ensina,
é aprender com quem nos segue,
é olhar sempre para cima,
que ao infinito tudo se deve...
É amar e ser amado,
É lutar, sorrir e vencer,
É trabalhar, dormir e viver cansado,
É acordar e ver o sol nascer...
Doce ferida que nos sangra a alma,
pois grandiosa é a contenda perdida,
somente tudo e nada nos acalma,
após cada batalha vencida!!!

O meu grande obrigado ao Alexandre Rainho pela sua preciosa ajuda neste dia. O prazer de o ver evoluir de dia para dia fazem-me gostar cada vez mais do que faço, pois não há maior recompensa do que ver o nosso conhecimento nas mãos dos Homens de amanhã...

Abraço.
RT

quinta-feira, 1 de julho de 2010

Mini 1000 - As surpresas...

Boa noite. O 1000 já está no "estaleiro". Com a intenção de apurar o que seria necessário, a desmontagem começou, assim como as primeiras surpresas...
Os travões deficientes, as fugas de óleo e uma folga gigantesca na roda dianteira esquerda deram o mote...
... mas a caixa de direcção também vai sair, pois já não está nas melhores condições.
A folga da roda esquerda! Esta falange toda derretida deu origem a uma folga de vários centímetros na roda, acabando por destruir também os calços de travão, pois andavam a funcionar obliquamente e a polie chegava mesmo a roçar com força no prato de encosto...
Os retentores da transmissão também já estão a jeito de sair...
...e o "jeitoso" da caixa também. Desta vez não é em cima da bancada...
E finito!!! Nada mal para um dia de directa sem cama. Mas ainda havia mais alguma coisa na calha...
...para fazer hoje. O Metro trabalhou pela ultima vez, e está para breve o seu fim.
Estou cansado, sujo e cheio de calor, mas com um sorriso de orelha a orelha...Desculpem estar tão simples, mas hoje já não consigo mais...
Abraço.
RT