quinta-feira, 22 de dezembro de 2016

Escort MKII - Segredos antigos...

 Bom dia.

Som: https://youtu.be/rn_YodiJO6k

Já de roda do motor do Escort, começamos por desmontar a caixa e não demorou muito até surgirem os primeiros sinais de que nem tudo vai ser fácil...
Sabemos bem que estas peças já cá andam há mais tempo do que a maioria de nós, que já viram muita coisa e passaram outras tantas...
...mas há sempre a esperança de encontrar algo ainda "mais ou menos" original ou com bom aspecto...
Não..., não temos esse tipo de sorte! Tinta branca (ou coisa parecida...) dentro da embraiagem???
 Reparem que nem nunca trabalhou depois de "pintada"...
 ...embora assim que vi isto percebi que já trabalhou sim senhor..., e muito! Cinco parafusos, e todos diferentes... "-Isto não pode ser bom sinal..."
 O disco até parece pouco usado, mas o "rego" cavado na prensa diz-me que já lá anda há bastante tempo, e aquela "tinta" branca ficou ainda mais difícil de perceber...
Detalhe espectacular! Cinco dos seis parafusos que deviam de segurar o volante. Tamanhos e passos de rosca diferentes, e dei por mim a pensar o que é um mecânico afinal de contas? A partir de certo ponto tem que haver uma diferença entre gostar e fazer bem e outra coisa qualquer, e quem faz este tipo de montagem, deve mesmo considerar uma carreira diferente...
Por outro lado, o bloco que vamos usar, e que parecia ter sido desenterrado do fundo do Tejo, afinal não está assim tão mau como parecia no inicio, mesmo assim, também ele guarda a as suas surpresas... Que quererá isto dizer? Pala minha experiência, este bloco já deve ter andado pelas prateleiras de alguma casa de rectificações, mas agora é difícil saber...
 E pela tarde/noite dentro lá fomos começando a ver cada vez mais "fundo". Em breve já vai seguir o caminho dele, e já de seguida vem o motor/caixa  de um outro GTI bastante popular que também está á nossa espera. Será mais alguma caixa de pandora??? Vamos ver...! Para agora temos o Ford na "mesa", e já não há volta a dar...

RT



quarta-feira, 21 de dezembro de 2016

Twin SU HIF7 on Mini!!! Entrada para a ultima curva...

 Boa noite.

Acompanhamento: https://youtu.be/Ek0SgwWmF9w

Na recta final do Mini, finalmente consegui o arranque a frio. Por se tratar de uma aplicação, não existe um manual ou modelo para seguir, mas mesmo sem saber, acabamos por criar uma solução, (que acabamos por confirmar), muito semelhante á original da Jaguar, embora só agora tivéssemos dado por isso... 
                                      
 Ao fim de demasiado tempo, o simpático Mini está agora na fase acabamento, onde os pequenos detalhes "queimam" horas como se fossem gasolina a arder...
 ...porque todo o sistema teve que ser "inventado" passo a passo. Um rolo de tubo de cobre debaixo do Mini? Para quê? Linha de retorno..., sim..., vai ter linha de retorno...
Perto do aspecto final. Reparem na electroválvula do lado esquerdo da foto (em azul). De accionamento manual dentro do carro, este dispositivo de uma montagem de GPL vai permitir o arranque a frio,e apenas na ponta de um botão...
Não vai ser algo muito comum de ser ver, principalmente num Mini, mas até parece simples, agora que se descobriu como fazer...
 A Nova linha de retorno, muito semelhante á linha original...
E cá está!!! Já pega de chave e em breve está pronto para os testes de estrada, mas o pronuncio é bom. Com a afinação já feita para os SU, o motor "sai de baixa" até ao vermelho assim de repente, e mais importante que isso, sem o "galopar" característico dos WEBER. Em vez de "embrulhar" até ás 2500/3000, o motor "pega" na roda das 1500 RPM e roda até "ficar azul..."
Vamos lá ver como se porta no asfalto!!!
Para breve!
RT

domingo, 18 de dezembro de 2016

Sit vis nos gloria...! (Que a vontade nos traga a glória!)

Bom dia...


"O vento sopra as velas, as velas empurram os barcos, e são esses os barcos, que navegados por homens valentes, descobrem os novos mundos para lá desse horizonte desconhecido...É a eles que a Terra se deve. Grandes homens esses...,que até o vento transformam em glória!!"

 Bom..., pouco percebo da arte de navegar, mas de transformar o que não se vê em algo que não se esquece já tenho alguma experiência...
Com o nível a subir, os primeiros dias vão de certeza ser atribulados, pois caminho nenhum se faz sem dar o primeiro passo, mas com um pouco de fé...
 ...e vontade, haveremos de lá chegar. A roda ainda mal começou a girar...

 ...mas o que nos move é mais forte do que o vento...
 ...e faz-nos levantar todos os dias e olhar a vida de frente, sem medos...
...porque mais não nos resta do que...,vencer!!!
Esta não é apenas a minha história, mas sim a história de todos nós. De uma forma ou de outra, todos já passamos por alguma situação em que não podemos olhar para trás, apenas seguir em frente, e esta é somente a minha versão disso mesmo... Felizmente não estou sozinho, mas que vou precisar de toda a força possível, disso não tenho dúvida nenhuma...
Bom..., vamos lá então!!!

Boas festas a todos, e por favor, não se esqueçam de mostrar esse sorriso a toda a gente...!

RT

Um pequeno extra...:
https://youtu.be/Xe3NnndHrQA

sábado, 17 de dezembro de 2016

Ford Escort MK II - A corrida começou...!

Bom dia!!!

Banda sonora de hoje...: https://youtu.be/XAYhNHhxN0A

Missão de precisão militar. Entrar, encontrar e sair..., em modo "stelth"...,sem fazer barulho..., antes dos galos cantarem...
 Alvo encontrado! Pronto a desaparecer...

 Não deixámos ninguém para trás...


 "The getway through the mountains..."
Missão bem sucedida!!!

O Escort já chegou! O resto chega em breve. Parece que vamos começar o ano a "apertar"...

RT

sexta-feira, 16 de dezembro de 2016

Twin HIF7 on Mini - Limar arestas...

Bom dia.

O registo acústico para hoje:  https://youtu.be/p-Z3YrHJ1sU

Bom, com o tempo a passar depressa, as mudanças estão a atrasar um pouco os trabalhos, e em especial os mais difíceis. O Mini do Eliseu ainda não está perfeito, e no meio das várias tentativas para o deixar "civilizado", apareceu este detalhe que por vezes é tão esquecido. Calibrar as boias dos carburadores, neste caso os HIF.
A grande diferença entre os HS e os HIF é a posição da boia por baixo do corpo do carburador (HIF), em vez de ser ao lado como nos modelos anteriores (H e HS). Basicamente, esta modificação torna o carburador mais compacto e fácil de regular, uma vez que afinação da mistura é feita através de um parafuso que actua directamente no jacto, que pelo facto de estar selado dentro da boia, o risco de entradas de ar ou prisões no mecanismo é muito mais improvável e ao mesmo tempo mais sensível.
No entanto, por existirem demasiados tipos de montagens, em carros diferentes, com colectores diferentes, e sobretudo, com ângulos de montagem diferentes, as boias devem ser calibradas para a nova montagem. No caso destes carburadores, estavam montados num angulo quase reto, ou seja, practicamente horizontal, mas na nova montagem ficarão na casa dos 35º a 40º, elevando consideravelmente o nível da boia, que como seria de esperar, encerrará mais cedo e podendo ocasionar a interrupção de gasolina antes do tempo, especialmente em altas. Não é fácil de acontecer, mas imaginem montar isto com as boias descalibradas e ter o carro numa posição de descida acentuada...Pode de facto ocorrer "ficar sem gasolina" dentro das boias até nivelar o carro... 

O procedimento é relativamente simples, mas requer alguma sensibilidade. Assumindo que o motor vai trabalhar sempre na posição vertical ( neste caso do Mini...), com as tampas das boias já abertas, montamos o conjunto colector/carburadores em posição, nivelado, e com o auxilio de um tubo (limpo) ligado á entrada da gasolina, seguramos as boias o mais acima possível (fechadas), e vamos baixando lentamente até que o ar que estamos a soprar pelo tubo comece a passar. O ideal é fazer isto com uma boia de cada vez. Neste ponto é preciso ter atenção para quando ajustarem a patilha de metal que comanda a válvula de entrada da gasolina, o façam com calma e tendo em atenção a fragilidade da peça. Com a ponta de uma chave de fendas podem ir ajustando a patilha até que a boia deixe passar o ar logo depois de começar a descair, e antes de chegar ao fim de curso (baixo). Dessa forma asseguram que a "cuba" estará sempre cheia de gasolina em qualquer situação ou angulo. IMPORTANTE: assegurem-se também que ao pressionar suavemente ambas as boias até acima, ambas as válvulas se fecham e que o ar que estão a soprar já não passa. Um erro nesta fase pode significar ter que desmontar tudo de novo. Antes de tapar a boia, certifiquem-se que ficou a trabalhar correctamente e que não restam duvidas acerca disso. Substituam o o'ring  e montem tudo no sitio. Depois é só afinar a mistura. Já agora aproveito para relembrar que o ajuste dos HIF é (ao contrário), ou seja, despertar o parafuso da mistura equivale a fechar/baixar o nível de CO2 e vice-versa... 
Este procedimento serve também para montagens de um só carburador.

RT