segunda-feira, 8 de março de 2010

Morris 1300 GT - Por uma boa causa...

Boa noite a todos.
Este é outro post que vai relatar o desaparecimento de mais um clássico. Desta vez a "fava" calhou a um belissímo ADO 16, mais conhecido como Morris 1300 GT...

O tempo não lhe perdoou nada, porque apesar de podre, a carroceria ainda ostentava as marcas de outras guerras antigas, e, a julgar pelo estado do tejadilho, o pequeno Morris perdeu algumas delas...De qualquer maneira, a ideia nunca foi recuperá-lo......porque apesar de ser um modelo especial......o objectivo final é outro......que apenas precisa de um "transplante de coração"......e de um pouco de trabalho......para voltar a brilhar por essas estradas fora. Claro que estou a falar de um Mini, mas só o conseguirei mostrar mais para a frente. Para já, queria mostrar-vos os momentos finais do simpático Morris 1300 GT, mas em vez de desgraça alheia, preferia que o vissem como um glorioso guerreiro, que morre de pé para salvar o próximo...E com a honra imaculada por ter sido um verdadeiro GT (Grand Turismo...) toda a sua vida, o Morris disse adeus para sempre...É sempre gratificante poder constatar as diferenças entre este modelo e o Saloon "normal". Antigamente, ser GT era mais do que ter um conta-rotações , era ser realmente desportivo até ao "osso". Reparem no "LCB" de origem. A maior parte dos GT de hoje tem um rádio MP3 XPTO e pouco mais. Bons velhos anos 60......onde a potência significava muitas vezes a sigla "TC", ou seja "Twin carb", ou dois carburadores em bom Português.Bem, de qualquer maneira, não estávamos ali para olhar para ele, e por isso o motor lá saiu antes da chegada da chuva que acabou com a tarde......e muito provavelmente com a noite também. Já cá fora......e com uma ultima foto de despedida, o Morris deu o ultimo suspiro. É sempre triste ver desaparecer um clássico, mas desta vez a história é diferente......porque afinal de contas o 1300 até já estava para lá de restaurável, e deste modo vai contribuir bastante para recuperar um Mini 1000 de 78 que de certeza absoluta vai fazer as delicías do Francisco e da Mariana, que seguem com bastante atenção todos os movimentos do restauro, sempre disponiveis para dar as suas ideias e sugestões.

Na realidade, o Francisco é um ávido seguidor da Classic Car Garage, e com apenas 10 anos de idade, dá gosto vê-lo falar do Mini do pai ,que segundo diz, vai ficar espectacular...
Temos a certeza que sim!!!
É por estas e por outras que não me custa desmontar um carro clássico para peças. A noção de que essas mesmas peças vão servir para construir algo para os mais novos apreciarem e viverem é fundamental, porque no fim de contas, também o fazemos por eles...
RT

Sem comentários: