quinta-feira, 15 de outubro de 2009

C.C.G. - De volta á estrada...

Boa tarde. Grande ausência esta de mais de um mês, mas acreditem ou não, estava realmente a precisar. Não foram férias, mas algo parecido, pelo menos a nivel de projectos, pois o emprego está igual e o Miguel "canta" cada vez mais alto e mais cedo...
Reconheço contudo uma grande falha minha, o Cooper foi embora e não vos mostrei nada. Acreditem que não tive tempo nem energia para o fazer, pois já estava tão cansado que não sei como aguentaria mais um dia. O tempo, sempre esse maldito..., fez com que o "ouro" não estivesse tão brilhante como eu gostaria, porque apesar de pronto, o Cooper podia ter ficado mais perfeito, mas vale-me a hipótese de um dia o poder melhorar, mas isso só depende do tempo, outra vez...
De qualquer maneira, este post era mais para vos dizer que ainda estou vivo e que ainda moro no mesmo sitio. Os rumores de que viagei para o Hawai são apenas isso, rumores... Claro que o facto do meu computador ter queimado mais uma "junta de cabeça" também ajudou a demorar tanto tempo para actualizar as noticias. Só para se rirem um bocadito, fiquem a saber que tenho as fotos do Cooper "perdidas" no meio de outras 15 mil e tal...
É verdade, fazer DVD's de vez em quando pode realmente salvar muita coisa. Os meus parcos conhecimentos de informática vão eternizar esta tarefa Hérculea de gravar tudo, mas enfim, somos novos...Ainda a cheirar a queimado de cada vez que dava uma volta, o Cooper ficou muito giro, talvez até demasiado giro para quem não tem limite no pé direito. A caixa curta e o elevado binário deixam-no "cair" para 40 km/h em quarta e recuperar "na boa" até acabar...Nice!!!Este trabalho também me abriu novos horizontes. Fez-me ver que a minha vida está de facto diferente. O novo hórario de trabalho, a nova localização e instalações, tornaram algo relativamente fácil em algo incrivelmente dificil. A realidade da vida do campo é mesmo essa, ser no campo. O acto de comprar um parafuso em polegadas pode tornar-se numa cruzada infinita pelas poucas e bastantes dispersas casas de material da zona, e pode transformar uma saida de meia hora numa questão de horas. É preciso pensar tudo com antecedência...
Não é apenas uma questão de dar um passo maior do que a perna, é mais o não saber onde é que estamos a por o pé...
É a vida em todo o seu esplendor...Mas entre mortos e feridos, o Cooper lá foi para Lisboa, e apesar de todos os meus esforços em fugir deles, os Minis continuam a "rondar" a baiuca. Já me vieram com a conversa de reconstruir mais um...Antes que dissese que sim, enchi a baiuca com os MEUS projectos para me relembrar constantemente que tenho que fazer até o Miguel terminar a licenciatura...E por falar em Miguel, também está na hora de passar algum tempo com ele ser estar sempre a cheirar a óleo. Claro que já o pus a conduzir o meu 850 (tem que começar por baixo...), e a julgar pelo sorriso, ia a delirar. É verdade, apesar de não ser recomendável, o Miguel já conduziu ( só o volante é claro...) o 850 a 10 km/h no dia em que fez seis meses...Nem se podia esperar outra coisa, pois não???
Mas "bicho do mato" é sempre "bicho do mato" e claro que não consigo ficar 100% quieto. O meu Clio estava a precisar de umas "caricías" de mecânica, e deixei-me embalar...
Já viram aquelas jantes??? São do Clio S, e achei que tinham potencial...Sim!!! Ainda há quem faça isto. Tal como nos saudosos anos 60 e 70, arranjei outro jogo para exprimentar e ensaiar um toque de "old school" no Clio.Toda a gente tem jantes de aluminio, toda gente tem jantes do Clio S, mas poucos têm disto......não acham??? No principio custou-me ver isto, mas depois do torno começar a rodar, já nada o faz parar...Ainda não sei se vai resultar, mas que parece outra coisa, parece. Os pneus a montar serão uns generosos (para Clio...) 195/60-14, e se ficarem dentro dos guarda-lamas, irão com certeza fazer uns km's cheios de estilo...A cor final ainda está em aberto, mas o branco e a combinção centro em preto/aba cinzenta lideram as hostes.
Classic Car Garage, um mês e tal no estaleiro, mas agora é de vez. No meio do caos, do cansaço e duma interminável sede de construir, uma coisa é certa, estamos de volta á estrada!!!
O meu grande obrigado ao Sr. José Mata pela sua escolha e preseverança nos meus préstimos. A sua atitude permitiu-nos momentos de grande prazer, aprendizagem e orgulho em poder realizar um projecto com estas caracteristicas. O seu carro tornou-se numa importante referência da história da Classic Car Garage e não só...
Obrigado pela paciência, simpatia e generosidade com que nos presenteou, e faço votos de poder acompanhar e melhorar o Cooper sempre que necessário.
Um Abraço: Rui Tiago

2 comentários:

O meu Datsun SSS disse...

Cumé gajo???

Já estranhava a ausência da tua escrita, ao telefone não me contas as novidades todas, essa das jantes do clio ainda não tinhas contado....GANDA MALUCO!!!!

Abraços.
Helder Ramos

Anónimo disse...

Boas bom trabalho tambem tenho um clio igual mas com motor turbo hihihih e ja fiz isso a umas jantes posso dar uma apiniao se me permites tenta arranjar umas abas de plastico k veem nos golfs 2 fica brutal deixo te uma foto para veres

[url=http://www.postimage.org/image.php?v=Pq1uBOuA][img]http://s3.postimage.org/1uBOuA.jpg[/img][/url]