sexta-feira, 28 de outubro de 2016

Minis made in China...

 Bom dia.

Banda sonora: https://youtu.be/N4d7Wp9kKjA

Não prometo que este post vá agradar a todos, mas existe um limite para aquilo que se consegue aguentar e tolerar quando somos os melhores e não os bonitos. Vou passar a explicar...
Não é segredo para ninguém a paixão que tenho por peças Mini, e especialmente pelas antigas, do tempo da outra senhora, ainda que estejam usadas, riscadas ou até partidas. Porquê? Porque não só são realmente de época, com uma patine que demora muitos anos a conseguir, como foram feitas num período em que a qualidade dos produtos era de facto importante. Infelizmente, hoje parece que se valoriza cada vez mais o barato e o "bonito", ainda que nem sempre seja aquilo que a maioria das pessoas pensa. Tenho assistido a uma crescente aceitação e até valorização de peças de 3ª ou 4ª categoria (qualidade) em disfunção do que deveriam ser os artigos de primeira escolha. Claro que por vezes não são fáceis de encontrar, mas isso não quer dizer que tenha que aceitar a "opção B" do pais da Popular Republica da Imitação Barata...

Neste caso de hoje: Colectores de admissão para dois SU HIF 44 (Twin HIF 44). Ambos novos, mas o da esquerda foi comprado á uns anos numa casa de "monos made in UK" e o da direita veio da "Internet", ou seja: Made In China. As asneiras começam logo aqui: Apesar de anunciado como indicado para HS4, HIF 38 e HIF 44, o diâmetro da admissão é muito menor do que seria de esperar, uns 4 a 5 mm na verdade...
Quando se fala em montar dois carburadores, assume-se que o objectivo é melhorar a performance do motor, tal com a fábrica fez com os Cooper, mas assim não vamos lá...
 Depois isto: O interior do colector antigo...
 ...e o do novo! Quem souber o que anda a fazer, sabe que isto não é solução...
 ...ora vejam: Ainda em bruto ( costumo dar um "jeitinho" aos colectores, mesmo quando são novos...), o velho apresenta-se desta forma, mas o barato...
 ...vem com a opção "acabar em casa do cliente". A qualidade da fundição é no mínimo decepcionante...
 ...e duvido seriamente que haja margem para grande melhorias. Infelizmente creio que vou ter que tentar usar esta peça, mas é nestas alturas que não gosto do que faço, ainda que de roda dos Minis... 
Outra coisa engraçada é o peso. O "bonitinho" pesa sensivelmente metade do antigo, sinal de que a liga e a fundição usada é consideravelmente mais porosa e frágil do que a outra, e a solução para montar HS4 só dá vontade de rir. "Tiram-se dois pernos e dá para todos os modelos". Ao menos podiam ter feito os outros furos para os HIF, mas isso encarecia demasiado a peça. Por falar em preço, a cereja no topo do bolo é que o colector "3 em 1" custou ligeiramente mais do que ou outro, mas claro, monta tudo e mais alguma coisa...
Não posso condenar os revendedores de peças por esta situação, pois são apenas os "mensageiros", mas também é bom que façam chegar o "feedback" aos fabricantes.
Lamento ter que expor este assunto desta forma pouco agradável, mas com comprador/vendedor de material usado, até me arrepio de cada vez que alguém me responde " Tanto? por pouco mais compro novo no site XPTO! ".
Bom..., para esses amigos, espero sinceramente que este post seja esclarecedor, ou que pelo menos ajude a perceber a diferença entre o que "é" e o que "devia ser"...
Gastem o dinheiro que entenderem a restaurar um Mini, mas cuidado com as imitações. O prejuízo é todo vosso...
Em breve vou fazer um post idêntico sobre jantes, e como neste caso, nem tudo vão ser boas noticias...

Até breve.

RT

2 comentários:

alexandre vaz disse...

Fico à espera do post sobre as jantes! ;)

Rui Tiago disse...

Bom dia Alexandre.
Estou á espera que chegue o material para as fotos. Não é fácil de conseguir porque ninguém gosta de mostrar quando as coisas correm mal, mas encontrei alguém disposto a ajudar, só que ainda demora um bocadito...
RT