quinta-feira, 10 de dezembro de 2009

Classic Car Garage - Grão a grão...

Bom dia.
Apesar da minha folga ser mais pequena do que gostaria, lá consegui arranjar maneira de dar um salto á Venda do Pinheiro para um jantar em familia, mas claro que não ia voltar de "mãos vazias" para cima. No meio de toda a confusão a que está entregue a minha antiga baiuca e da evidente falta de espaço no Corsa "junex", ainda foi possivel encontrar algumas reliquias que conseguiram preencher de forma muito honrosa o pequeno espaço deixado livre pelo GPL...
Não queria abusar do modesto 1200cc., mas só não trouxe mais porque não cabia. É uma espécie de tortura maquiavélica, ter que ver as minhas coisas que tanto me custaram a juntar, passarem pelo esquecimento, e ainda por cima tão longe de mim, mas grão a grão...
...enche a baiuca as prateleiras. Tudo tem uma história e um passado já com alguns anos na minha mão, sobretudo da época da abundância......em que ainda se podia encontrar e comprar material usado......com "relativa" facilidade......e de grande simbolismo...Claro que ainda é possivel fazê-lo, mas creio que para mim já está terminado, pelo menos no que respeita a Minis......porque duvido muito que até venha a usar tudo o que tenho, mas gosto de saber que posso fazê-lo quando me apetecer. Não olhem para isto como "açambarcadorismo", mas sim como um real esforço em ter um legado. Foram muitas as vezes que desisti de algo para poder comprar mais um parafuso ou uma jante, mas sou assim......determinado! Agora é tarde para mudar......pelo que o melhor é continuar em frente......tentando sempre fazer melhor do que ontem......sem nunca esquecer de aprender com os erros......e relembrando constantemente o real valor das coisas. Por exemplo, isto não é um volante velho, é o volante que vinha no meu Morris 850 verde de 63, e que foi construido á mão pelo Sr. António (antigo dono...) a partir de um original, quando trabalhava como serralheiro na Carris. Quando comprei o carro, contou-me, entre outras histórias, que o fez de propósito para oferecer ao filho que, infelizmente, acabaria por nunca regressar do Ultramar, e que foi esse o motivo porque nunca se desfêz dele, até ao dia em que mo deu com uma lágrima a correr pelo rosto abaixo...Vale algum dinheiro? Não, não vale..., vale apenas a história que tem, e o que isso representa para cada um...
Para mim vale apenas mais do que todo o ouro do mundo...Mas deixemo-nos de coisas tristes e voltemos ás curiosidades. Este motor JLO chegou muito recentemente ao acervo da C.C.G., e se tiver potencial, vai equipar um novo projecto que pretendo excutar no prazo de três ou quatro anos, e mais não digo para não falhar...E finito!!! O Corsa não conseguiu com mais, mas foi o suficiente. Em breve haverá mais novidades...
Abraço: RT

2 comentários:

Anónimo disse...

Boas Rui, há coisas tão insignificantes para os outros mas que para nós que gostamos disto nos parece ouro, e como tu falas e bem que por vezes não se compra outras coisas para comprar mais umas peças,e até podem ser repetidas ,mas isso não importa,olha se algumas dessas peças for para venda eu compro o meu tm 918298862 ,abraço C.M.mini car garage.

sergio tiago disse...

A isto é que se pode chamar um Opel Corsa com carburadores SU...