sexta-feira, 16 de dezembro de 2016

Twin HIF7 on Mini - Limar arestas...

Bom dia.

O registo acústico para hoje:  https://youtu.be/p-Z3YrHJ1sU

Bom, com o tempo a passar depressa, as mudanças estão a atrasar um pouco os trabalhos, e em especial os mais difíceis. O Mini do Eliseu ainda não está perfeito, e no meio das várias tentativas para o deixar "civilizado", apareceu este detalhe que por vezes é tão esquecido. Calibrar as boias dos carburadores, neste caso os HIF.
A grande diferença entre os HS e os HIF é a posição da boia por baixo do corpo do carburador (HIF), em vez de ser ao lado como nos modelos anteriores (H e HS). Basicamente, esta modificação torna o carburador mais compacto e fácil de regular, uma vez que afinação da mistura é feita através de um parafuso que actua directamente no jacto, que pelo facto de estar selado dentro da boia, o risco de entradas de ar ou prisões no mecanismo é muito mais improvável e ao mesmo tempo mais sensível.
No entanto, por existirem demasiados tipos de montagens, em carros diferentes, com colectores diferentes, e sobretudo, com ângulos de montagem diferentes, as boias devem ser calibradas para a nova montagem. No caso destes carburadores, estavam montados num angulo quase reto, ou seja, practicamente horizontal, mas na nova montagem ficarão na casa dos 35º a 40º, elevando consideravelmente o nível da boia, que como seria de esperar, encerrará mais cedo e podendo ocasionar a interrupção de gasolina antes do tempo, especialmente em altas. Não é fácil de acontecer, mas imaginem montar isto com as boias descalibradas e ter o carro numa posição de descida acentuada...Pode de facto ocorrer "ficar sem gasolina" dentro das boias até nivelar o carro... 

O procedimento é relativamente simples, mas requer alguma sensibilidade. Assumindo que o motor vai trabalhar sempre na posição vertical ( neste caso do Mini...), com as tampas das boias já abertas, montamos o conjunto colector/carburadores em posição, nivelado, e com o auxilio de um tubo (limpo) ligado á entrada da gasolina, seguramos as boias o mais acima possível (fechadas), e vamos baixando lentamente até que o ar que estamos a soprar pelo tubo comece a passar. O ideal é fazer isto com uma boia de cada vez. Neste ponto é preciso ter atenção para quando ajustarem a patilha de metal que comanda a válvula de entrada da gasolina, o façam com calma e tendo em atenção a fragilidade da peça. Com a ponta de uma chave de fendas podem ir ajustando a patilha até que a boia deixe passar o ar logo depois de começar a descair, e antes de chegar ao fim de curso (baixo). Dessa forma asseguram que a "cuba" estará sempre cheia de gasolina em qualquer situação ou angulo. IMPORTANTE: assegurem-se também que ao pressionar suavemente ambas as boias até acima, ambas as válvulas se fecham e que o ar que estão a soprar já não passa. Um erro nesta fase pode significar ter que desmontar tudo de novo. Antes de tapar a boia, certifiquem-se que ficou a trabalhar correctamente e que não restam duvidas acerca disso. Substituam o o'ring  e montem tudo no sitio. Depois é só afinar a mistura. Já agora aproveito para relembrar que o ajuste dos HIF é (ao contrário), ou seja, despertar o parafuso da mistura equivale a fechar/baixar o nível de CO2 e vice-versa... 
Este procedimento serve também para montagens de um só carburador.

RT

Sem comentários: