segunda-feira, 16 de novembro de 2009

Mini 1000 - A contagem final...

Boa noite.
Foi preciso chegar ao fim do ultimo dia de férias para conseguir enfiar o 1000 na "mesa de operações". A contagem final já começou e não há regresso...
Com o novo "coração" mesmo ali ao lado, o milagre começou......nas calmas. A ultima foto deste A+ que tantas emoções nos deu, mas aquela caixa disse tudo, e o rapport do Metro parece realmente mais adequado para o uso nas estradas da região. Vamos aguardar para ver. Para já......tiramos o capôt para "meter" as mãos á vontade...Reparem na tal borracha que evita a água de cair em cima do carburador. É uma espécie de "salva motores". E com meia duzia de parafusos tirados......o aspecto começa a ser outro. Montado á tão pouco tempo, o motor não oferece a habitual resistência com parafusos moidos ou gripados. Tudo saiu na perfeição......e tive a oportunidade de ir revendo velhos amigos. O meu distribuidor electrónico que tantas vezes me levou á barreira das 6000 RPM sem chatices......e o tal suporte que me permite usar uma embraiagem tipo VERTO......assim como o colector de aluminio que suporta o HIF 38 e o respectivo filtro JR... ...longe do calor excessivo provocado pela indução do admirável LCB que melhorou bastante a forma de libertar a potência do pequeno 998 cc...Uma montagem tipo "bolt on" sem duvida, mas espectacularmente bem equilibrada na relacção fiabilidade/rendimento, e de fácil manutenção também...Chegada a hora de ir "lá a baixo", comecei por libertar os cubos e ganhar algum espaço nas transmissões. Claro que já tinha retirado óleo do motor......mas ainda assim encontrei bastante fora do cárter. Como é para desmontar, não me preocupei muito em lavar......mas ainda assim fui reencontrando pequenos detalhes que assinam o meu trabalho. Nos meus carros, em vez da habitual cavilha elástica de aço, uso um parafuso de 4mm para facilitar a desmontagem, e após ter posto a alavanca na posição de marcha-atrás sem estar totalmente engatada... ...o veio saiu facilmente. Esta modificação é somente para evitar usar o martelo e o punção para desmontar a cavilha, pois de resto funciona do forma 100% igual......assim como o "saca-falanges". Não é o modelo mais perfeito, mas funciona bem. Os seus bicos rampeados fazem saltar as falanges sem estragar nada. Basta uma pequena pancada e o freio cede sem esforço.
A chuva que cai incessantemente e o frio que varre todo o ambiente do meu humilde telheiro fazem-me deixar o resto para amanhã, na vã esperança de um dia melhor...
"As suaves e melodiosas vibrações de um violino e do piano seu companheiro, fizeram chegar até mim estas palavras que escorrem de meus dedos, e que, num gesto tão puro e genuíno, vos apresento em forma de pensamentos ou histórias de um quotidiano simples e frívolo, que vou tenazmente tentando fazer brilhar no meio de tanta escuridão... A bela juventude escapa-se do mundo como o universo no tempo, mas o viver jovem, esse fica para sempre dentro e fora de nós. Talvez mesmo em todo o lado, como o pensamento do Homem...O doce aroma de um sonho próximo avisa-me das longas horas do dia, mas de alma descansada e sorriso rasgado, me despeço de vós, com a promessa de voltar em breve. Adeus caros amigos Brahms, Mendelssohn, Beethoven, Bach, Schubert, Chopin e tantos outros...

Isto não é apenas musica, é Liberdade!"

RT

Sem comentários: