domingo, 26 de agosto de 2007

Mini Clubman - O Hydroelastic (continuação)

Apesar dos esforços, o Clubman do Julio chumbou na reinspecção. Estava tudo bem com excepção para a suspenção da frente direita..., outra vez!!! Não adiantou muito recarregá-la, pois na máquina continuava a acusar 45% de diferença entre eixos, o que equivala a uma anomalia de grau 2...
Como não vale a pena chorar sobre o leite derramado, voltamos á oficina e fomos resolver o assunto, ou pelo menos tentar..., até porque havia por lá um elemento de hydroelastic usado para trocar pelo que estava arrebentado.Após descarregar a suspenção (a operação mais fácil nestes Minis...), desliga-se o tubo do elemento......e depois de desmontar o braço superior da suspenção, ficamos com este panorama. A peça que está no lado direito serve de batente ao elemento no caso de ficar descarregado, garantindo que não salta do sitio acidentalmente. É preciso desmontá-la para o sacar......desapertando os dois parafusos que a fixam ao charriot. É aconselhável usar uma boa chave para não tornar uma operação de 30 segundos numa de uma hora, porque se moerem os parafusos, não haverá muito espaço para manobras de salvamento. Se corre bem, é óptimo, mas se corre mal, é mesmo muito dificil de resolver......e com o batente fora do caminho, é altura de tirar o elemento em si. Convem relembrar que o elemento tem quatro apoios de fixação que só se libertam se o rodarmos no sentido inverso ao dos ponteiros do relógio. No caso de estar "agarrado" (quase de certeza...) o truque é usar uma chave de filtros para ajudar......e pronto! Saiu do sitio! Agora é só tirá-lo para fora e montar o outro pela operação inversa......sem esquecer o fole inferior. Eu prefiro encher a suspenção sem o montar, porque só assim é possivel confirmar que o cone de aluminio que suporta rótula e encaixa na borracha do elemento, ficou no sitio certo.E já está!!! Agora é só encher, dar uma volta e nivelar. A 2ª reinspecção dirá se o trabalho valeu a pena ou não...
RT

Sem comentários: