sábado, 25 de agosto de 2007

Motor série A - Distribuição afinável

O motor série A ou A+ usado nos Minis, sempre foi muito limitado pela sua fraca capacidade de "respiração", ou seja, o ar que entra e sai do motor, está muito restringido pelas condutas da cabeça, pelos colectores e principalmente pelas válvulas. Uma das maneiras de melhorar este aspecto é obrigar as válvulas a abrirem mais e durante mais tempo, quer através da substituição do veio de martelos standard por um que tenha um rapport maior ou substituir a arvore de cames (comando das válvulas) por uma que tenha os perfis necessários para as exigências.
No caso da arvore de cames, o ponto de comando é regulado pelos carretos da distribuição que assegura a posição correcta e rigorosa das válvulas em relacção á cambota durante o ciclo do motor. Qualquer falha neste aspecto custará potência e em certos casos, o resultado final pode ser pior que o original. Os carretos simples podem originar falhas de 16º, o que vai custar uns 10 HP's...
Uma das soluções mais usadas são os carretos afináveis, pois permitem uma afinação extremamente rigorosa do comando da A. cames. Neste caso vamos usar o da KENT CAMS como exemplo, mas existem mais marcas e sistemas disponiveis no mercado.
Após instalar a A. cames, devidamente lubrificada e com tuches novas, com a ajuda de um comparador, vamos encontrar o P.M.S (ponto morto superior) do excêntrico da admissão do primeiro cilindro (lado da distribuição). Ainda sem os carretos montados, roda-se a A.cames á mão até o manómetro não indicar movimento durante a rotação. É necessário ter alguma sensibilidade nesta fase.Com a A.cames no P.M.S., vamos repetir a operação para a cambota. Através do manómetro, vamos encontrar o P.M.S do primeiro piston (lado da distribuição)
Com a cambota no P.M.S., instalamos a escala circular que vem com o kit de distribuição, e com um bocado arame preso no parafuso da tampa da distribuição, criamos uma espécie de "ponteiro" que nos vai indicar as leituras da escala. Ainda sem mexer na cambota, posiciona-se a escala na marca de T.D.C (top dead center, ponto morto superior em português...), e á mão, aperta-se o parafuso da polie até fixar a escala no sitio. Garantir que nada se mexeu do lugar.Voltamos a montar o comparador na vareta impulsora do excêntrico da admissão do primeiro cilindro, e com a ajuda de uma chave de fendas, rodamos a cambota até encontrarmos novamente o P.M.S. da A.cames


Nota: O movimento final deverá ser feito no sentido normal de rotação do motor para garantir a tensão absoluta da corrente da distribuição, pois apesar de dificil, no caso de ter existir um tensor, poderão tambem existir folgas...


De seguida, aliviam-se os parafusos do carreto grande, e roda-se a cambota até aos valores indicados pelo fabricante da A.cames, neste caso 106º. Com a cames e a cambota no sitio, podemos apertar os parafusos do carreto e rodar o motor para verificar se ficou tudo em ordem.


Se tudo correu bem, acabamos de afinar a A.cames com exito e vamos tirar partido de todo o seu potêncial, podendo considerar o dinheiro gasto na operação como bem empregue.
Na foto está o que aconteceria se tivessemos usado carretos normais. Reparem na diferença de alinhamento entre o "escatel" da A.cames (que está afinada para o sitio certo) e a caixa do carreto. A unica hipótese de montar esta distribuição, seria atrasar a A.cames até encaixar no carreto, e após termos verificado no que resultava, obtivemos uma leitura de 110º. Para o condutor normal, isto não seria grave, mas para quem procura toda a potência que puder encontrar, isto significava meia duzia de cavalos perdidos.
Nota: As fotos são meramente ilustrativas e por esse motivo é possivel detectar incorrecções. No caso de uma montagem real, o tensor seria montado previamente.
RT


1 comentário:

David Neto disse...

boas, gostei de ver o teu trabalho, gostaria que entra-se em contacto comigo para o mail davidjardel_@hotmail.com
ou atraves do numero 912105391
pois eu tenho um ford escort xr3i de 1989 e tenho uma arvore de cames da kent para montar, mas anteriormente ja tinha tido uma e mal montada )= nao durou muito, entretanto ja abri o motor tendo posto pistons novos, bronses, capas de biela, todo o tipo de retentores, juntas e folhes novos, ou seja agora estou com medo de aplicar a cams, gostava que me pudeses ajudar..
cumprimentos David Neto