segunda-feira, 31 de dezembro de 2007

Antigamente era assim...

Quando digo antigamente, estou a referir-me ao tempo em que as fotos ainda eram tiradas com rolo, ao tempo em que os Minis ainda não eram tão caros e que era possivel encontrá-los um pouco por todo o lado. Não foi assim á tanto tempo, mas o facto é que as coisas estão muito diferentes hoje em dia. A foto mais antiga é de 1997 e a mais recente de 2003, mas parecem já muito distantes no tempo, ora vejam...O EO-42-07. Este foi um dos primeiros Minis a ser restaurado cá em casa. Na altura a expriência nestas coisas era pouca, mas mesmo assim resultou num carro muito simples e agradável. Estávamos em 1997...1999 - Quem não tem que fazer, faz disto! Todos alinhados para a fotografia. O "Moke", o "EO", o "1100", a "IMA", o "Wolseley", o "Azul" e o "Castrol". Da esquerda para a direita da foto, eram estes os nomes das máquinas da altura...O nome "Castrol" surgiu porque o carro quando foi comprado, vinha quase todo coberto de autocolantes dessa marca de oleo. Tentámos tirá-los todos, mas houve que dois não sairam totalmente e por isso ganhou o nome...Setubal - 2002. Por ocasião de um almoço de amigos, fomos parar a Setubal e ao Portinho da Arrábida. Na foto o meu 1100 e o carro do Cláudio...Viana do Castelo 2001. Reparem na fita nos faróis..., havia voltas na pista e queriamos dar um ar sério á coisa...1999 - Um dos muitos Austin's 1300 que pareceram por cá. Hoje é um crime, mas na altura era moda montar estes motores nos Minis...2003 - Mini 1000 restaurado ao minimo detalhe. Ficou em estado de concurso. Pertence ao Rodolfo.Ima de 77 - Á sombra das videiras durante o verão de 2002...A minha IMA ainda em estado original...O "Castrol" em acção no que é hoje a auto-estrada de Mafra. Uns pneus de moto 4 e tinhamos um "Mini baja" que nunca ficou atolado em lado nenhum. "Usar sem estragar" era o nosso lema, por isso é que o carro ainda existe e está em bom estado...Naquela altura era tudo tão simples...Serra acima, serra abaixo. Sempre com aqueles autocolantes da Castrol...O Moke azul. Foi parar a Castelo Branco...A IMA no autodromo do Estoril...O Azul com umas jantes de ferro......com umas GT's......com as BWA......e depois de um "raid" na lama. Esta é de 1999...O Castrol quando chegou cá a casa era assim..., só que trazia dezenas de autocolantes agarrados a ele......e o 1100 ainda tinha a pintura toda brilhante. Em 2003 foi vendido ali para a zona de Mafra...A Sunny em Alcacér do Sal num fim-de-semana de campismo. Era o carro mais antigo do grupo mas tambem era o que mais dava nas vistas, muito por culpa das jantes de 14 polegadas que todos diziam que valiam mais que o carro...2001 - Só clubmans eram 4......e este Austin 850 já cá andava......e sinceramente nunca pensei que ficasse. Mandei muito melhores que este para a sucata, mas trabalhava tão bem que ganhou direito a um cantinho...
São milhares as fotos que gostaria de vos mostrar, mas o processo de "scanizar" isto tudo é muito demorado e não poderei mostrar todas, mas em breve vou tratar de mais algumas com outros Minis muito especiais cá da casa...
RT

6 comentários:

Anónimo disse...

É só memorias , ate me passei quando vi o 1100 castanho , tava mesmo fixe. Enfim

Anónimo disse...

sssssssssssssssttttttttttttt

Americo Sousa disse...

Sem estar com muitas coisas!!!!! Apenas impecavel!!! com ainda á pessoas que nao se importam de partilhar com o publico em geral as suas paixões(e uma minha os minis) e acima de tudo as dicas para determinadas alterações nos minis!! Gostava de falar e pedir umas opinioes ao Sergio será possivel??? americo_sousa@hotmail.com
Abraço

Tiago Santos disse...

Boas... por acaso não tens as jantes 14 da sunny, pois não?

Abraço
Tiago Santos

Anónimo disse...

espetaculo!
amigos dos minis,tou a restaurar um mini(tou na parte da chaparia)precisava de umas dicas,como fazer determinadas coisas,onde adquirir peças.
paulo.a.r.costa@sapo.pt

forte abraço

André disse...

Na altura era perfeitamente normal sacrificar um Austin/Morris 1100/1300 por um Mini, e hoje é um crime. Hoje é perfeitamente normal sacrificar um Allegro ou um Metro (para mim, não. Havia de dar pena de morte (ok, estou só a exagerar um bocadinho), caso não se justificasse com falta de documentos, ou se os carros em questão estivessem em muito mau estado)